A ntes dos mamíferos dominarem o mundo, os dinossauros que mandavam no pedaço. Eles surgiram há 230 milhões de anos e foram os "mandac...

Por que os dinossauros eram tão grandes?

Antes dos mamíferos dominarem o mundo, os dinossauros que mandavam no pedaço. Eles surgiram há 230 milhões de anos e foram os "mandachuvas" da Terra por 130 milhões de anos, até que foram extintos devido a um enorme meteoro, que causou um cataclismo em todo o planeta.

Graças a isso, nós, os mamíferos, conseguimos nos desenvolver e evoluir, consequentemente dominando diversas partes do mundo, pois jamais seríamos páreo para os gigantescos dinossauros. Mas por que os dinos eram tão grandes?


A diferença de tamanho
Imagem meramente ilustrativa. Foto: Filme Toy Story 3 (2010) Pixar.

Claro que a grande maioria dos dinossauros podiam ser considerados pequenos. Mas o número de espécies de seres enormes era muito maior do que temos hoje em dia. Em comparação, os tiranossauros pesavam de 10 a 12 toneladas e podiam ter cinco metros de altura por doze de comprimento. Nem mesmo o maior dos elefantes chega perto disso. E, para completar, ainda existiam dinossauros muito maiores, como o Amphicoelias fragillimus, um ser que pode ter medido 60 metros de comprimento e ter pesado mais 100 toneladas!


Por favor, reserve um segundo para curtir a nossa página! (não custa! Clica, vai!)

A verdade é que não é difícil montar uma lista com vinte espécies de dinossauros que pesam mais de 10 toneladas ou que tinham mais de 10 metros de comprimento. Hoje em dia, pegando os maiores animais vivos, apenas algumas baleias batem com essa descrição, mas elas vivem na água e esse bichos enormes, no passado, andavam na terra, assim como a gente. 

Essa quantidade de espécies com tamanho descomunal tem que possuir alguma explicação. Porém, até hoje, ninguém tem certeza como eles cresceram dessa maneira, mas existem umas boas hipóteses por aí:

Frio igual ao tamanho
Muitos paleontólogos, que estudam os dinossauros, acreditam que aqueles animais enormes tinham sangue frio. Caso eles tivessem sangue quente como a gente, seu metabolismo se destruiria devido a tremendo calor gerado.


Sem ter que se preocupar com o sangue quente, os dinossauros podiam investir mais energia em seu crescimento. Alguns pesquisadores pensam que os grandes dinossauros podiam ser híbridos entre o sangue quente e frio. Durante o dia absorveriam o calor do Sol e a noite, devido a enorme massa, eles ainda conseguiriam manter o calor corporal em um bom nível.

Muita comida
Na época dos dinossauros, a atmosfera de nosso planeta era bem diferente, possuindo altos níveis de dióxido de carbono, que atualmente é o grande vilão do aquecimento global, ou seja, a Terra era bem mais quente.

Além disso, o dióxido de carbono é uma parte importante da alimentação das plantas. Isso nos revela que o planeta era quente e possuía uma enorme quantidade de plantas de todos os tipos. Essa abundância de alimentos fez com que os dinossauros herbívoros ganhassem cada vez mais tamanho. No mesmo ritmo, os carnívoros também precisavam crescer, afinal não se pode abater um animal de 50 toneladas se você não tiver pelo menos umas 10.
Essa mesma teoria da abundância de alimentos é vista hoje em dia, pois os seres humanos estão crescendo a cada século, muito provavelmente devido ao fácil acesso a comida.

Como todas as estruturas físicas, sem ser os ossos, dos dinossauros foram destruídas com o tempo, hoje em dia a análise de alguns processos corporais fica limitada. E, a não ser que o Jurassic Park se torne realidade, talvez nunca saibamos exatamente como aqueles bichos ficaram enormes.



Se gostou, por favor, deixa uma curtida! (=





Compartilhe este artigo!